Translate

martedì, dicembre 05, 2006

Um Ano

Hoje está fazendo um que pus meus pés em Palermo. Eu nao tinha o blog na época, por isso nao relatei minha viagem de ida. Que por sinal foi traumatizante!

Saimos de Florianópolis, eu e meus dois filhos, Henrique 6 anos e Joao Pedro 14 meses, no dia 02 de dezembro de 2005. A viagem de Florianópolis até São Paulo, foi tranquila, os comissários me deram todo o apoio, pois eu estava viajando sozinha com 2 crianças, meu marido já estava em Palermo. A encrenca começou em São Paulo, pois qdo fui pedir o auxílio, ainda no aéroporto, os funcionários da Varig me disseram que nao poderiam me ajudar. Mostrei-lhes entao um papel que me deram, na própria agência da Varig quando comprei as passagens. Na compra solicitei auxilio especial para mãe viajando sozinha com 2 crianças, comida especial para criança e um berço especial para o bebê. Tudo escrito no que eles chamam de "itinerário", com número de voo e tudo. Mesmo assim a mulher me olhou e disse que aquilo nao existia e que ninguém poderia me ajudar. Ali meu sangue já começou a subir.
Sai dali bufando e fui para a sala de embarque, quem já viajou de aviao sabe, que depois que passamos do saguão para os saloes de embarque, nao podemos levar o carrinho de bagagem, como eramos em 3 tinha muita bagagem de mao, com mamadeira, fraldas e utensilios para a troca, peças de roupa, casacos pois na Itália estava frio. Bem como eu nao podia levar o carrinho de bagagem, pindurei o que pude no carrinho do bebe, pus o resto nas costas e me fui com eles para o embarque. Atraso de uma hora no voo de SP à Milao. Depois de entrar no aviao e sentar, perguntei sobre o berço que eu avia solicitado, à mais de um mes, e a resposta do comissário foi que no meu banco nao dava pra colocar o tal berço. Resultado, passei um voo de 12 horas tentando fazer o JP dormir e se acomodar no meu colo, o que nao foi nada fácil. Nao dormi a noite toda. Finalmente chegamos em Milao, jantamos e nos preparamos para embarcar para Palermo, dali a pouco tempo estaríamos em casa. Porém uma nevasca impede o nosso voo que é cancelado, isso já era 1h da manha do dia 4 de dezembro. Sai todo mundo do aviao e vai para o saguao do aeroporto. Que está fechado pois o nosso era um dos últimos voos da noite. Até que a Alitália reunisse alguns funcionarios para nos auxiliar já eram 2h da manhã, eu e os guris estavamos exaustos. Consegui entao entrar em contato som a minha sogra no Brasil, e ela entrou em contato com meu marido que estava em Palermo. Fui atendida lá pelas 3h da mannha e encaminhada para um hotel, porém o onibus que me colocaram na confusao foi para o outro aeroporto, no outro lado da cidade e nao para o hotel. Depois de uma hora de viagem, na madrugada de uma cidade coberta de neve (lindíssima) mas totalmente estranha, os guris dormiram e só Deus me confortava naquele momento. Quatro e ,eia da manha chegamos em Linate, o outro aeoporto. Vi nos painéis que tinha um voo para Palermo que sairia às 7 da manha, fui para a fila esperar o guiche da empresa abrir. Enquanto a fila andava, meu filho mais velho dormia no banco ao lado das bagagens, como era perto levei o pequeno que dormia no carrinho e fiquei de olho no outro. Enfim consegui marcar meu voo para às 7 da manha, que tb atrasou por causa da neve e só decolou depois das 9. Chegamos em Palermo com um dia de sol lindo, céu aberto. Quando vi meu marido nem acreditei que tinha chegado, foi muita felicidade e alivio. E para completar minha bagagem nao chegou comigo, mas eles às levaram em casa depois.
Pois é, viagei sozinha, com 2 crianças, sendo uma de colo, foram quase 48h entre sair de Florianópolis e chegar em Palermo. E graças a Deus chagamos inteiros.

Com este caos em que está a nossa aviação, me compadeço com as pessoas e me arrepio só de ver o povo esperando nos aéroportos.

Eu fiz um estagio inesquecível e traumatizante, mas depois desta, nada mais me impressiona....rs

Lenise

lunedì, luglio 24, 2006

Inverno Quente

Finalmente, estou de volta ao mundo dos blog.
Faz quase 2 meses que estou de volta ao Brasil. Minha viagem foi boa, tudo correu bem, mesmo com as confusoes da Varig.
Sai de Palermo no meio da primavera de lá e meio de outono aqui. Lá estava muito quente, eu lamentava em deixar o calor para pegar o inverno sulista por aqui. Porem o inverno chegou só no calendario, pois a temperatura continua alta, nunca tinha visto coisa igual. A um mes que nao faz frio! É normal fazer uns dias quentes no inverno, mas 1 mes seguido é incrivel, tem feito quase trinta graus, ainda nem usei blusa de lã...rs! Nao que eu esteja reclamando, pois nao gosto muito do frio, mas para quem é acostumado com o nosso clima, estranha.
Bem a presvisao do tempo diz que esta semana esfria, vamos esperar!

Um beijo a todos, estou feliz em estar de volta.
Lenise

mercoledì, maggio 24, 2006

Ausente

Estou um pouco ausente dos blogs, pois estou me praparando para viajar. Tenho muitas coisas para contar, a visita dos meus sogros no dia das maes, alguns passeios que fizemos pela Sicìlia, etc..... Mas como gosto de contar tudo tim tim por tim tim, deixarei para depois da viagem, no Brasil.

Um beijo a todos!
A presto!

Lenise.

mercoledì, maggio 10, 2006

Chiesa Santa Maria dello Spasimo


La Chiesa Santa Maria dello Spasimo, quer dizer, a igreja Santa Maria do Spasimo, fica a poucos passos da nossa casa. E' um lugar muito interessante e bonito, onde hoje funciona uma escola de Jazz. Passo na frente todos os dias quando vou buscar o Henrique na escola.
A història da igreja iniciou por volta de 1506, quando o devoto consultor jurìdico palermitano Giacomo Basilico, resolveu doar alguns terrenos aos monges de Monte Olivete, para contruirem uma igreja e convento. A autorizaçao para a construçao da igreja pelo Papa Giulio II , veio somente em 18 Setembro de 1509. As obras inciaram em dezembro do mesmo ano, para ser concluida em 6 anos, porèm, por força polìtica as obras foram suspensas. De là para cà, a igreja foi usada para tudo que se possa imaginar, mesmo com as obras por terminar (acabamentos), os monges se mudaram para là, mas tiveram que sair para dar lugar aos militares, que tomaram conta da igreja na època em que a Turquia ameaçava invadir a Sicìlia, por volta de 1535. Anos depois tornou-se um importante teatro da cidade, porèm uma peste, que atingiu Palermo em 1624, tranformou a igreja em deposido de graos, depois, em "deposito de gente" (albergue de mendigos). Em 1855 o ex-convento, è transformado em um hospital. Quase 100 anos depois, em 1931, uma enchente devasta a cidade, pondo em risco a estrutura da igreja. Pouco depois, entre 1940 e 1968, dois terremotos e a segunda guerra, deram o golpe final, destruindo uma parte da igreja que seria abandonada.
Em 1988 iniciaram as restauraçoes, hoje muito bem conservada, a igreja mantem a mesma estrutura de quando os mojes se mudaram para là. O que mais chama a atençao è que o teatro da igreja nao tem teto. Ninguèm sabe dizer se, o teto nao chegou a ser construido, ou se foi destruido, nas catastrofes posteriores. O que podemos ter certeza è de que hoje, o espaço è muito bem utlizado, por artistas de Jazz e turistas que entram para conhecer o local.

Nesta primeira foto, que està escura, a intençao era mostrar a altura da construçao e o sol que entra pelo teto. Eu e o Henrique ficamos minusculos rs. Ah no detalhe a esquerda, o JP dormindo no carrinho.

A foto acima, mostra bem o teto sem cobertira e àrvores que crescem dentro da igreja.


Aqui è uma saida, que dà para um lindo jardim, que fica atràs da igreja.

Esta fonte fica na entrada, se ve da rua, onde està a escola de Jazz. Onde antes funcionava o hospital, nas portas ainda tem placas indicando consultòrios mèdicos. A porta que se ve atràs da fonte, dà para a parte do teatro (sem teto).

Esta ùltima foto, mostra a igreja de fora, a parte do teatro. Bati a foto da sacada do nosso ap, ficou torta pois a minha intençao era pegar o morro com um pouquinho de neve.

lunedì, maggio 08, 2006

Palpite Jogos da 1a Fase

Como faltam apenas 31 dias para o inicio da copa na Alemanha, resolvi fazer uma brincadeira no outro blog.
Quem quiser participar e deixar seus palpites para o resultados dos jogos, serà bem vindo. Và no link abaixo e participe!
Obrigada!
Lenise.
Palpite Jogos da 1a Fase - copa 2006

martedì, maggio 02, 2006

Mulheres de 2 de Maio

Hoje è um dia especial

Hoje dia 2 de maio de 2006. Estou completando 33 anos, a idade de Cristo!
O mais interesante nesta data, è que tenho duas maravilhosas mulheres na minha vida que fazem aniversàrio junto comigo.
E' um caso muito interessante na nossa familia. Meus avòs, do lado paterno, tiveram dois filhos, meu pai e minha tia. Destes 2, nasceram 5 meninas, (Lenise, Cibele e Monique do meu pai) e (Sabrina e Binaca da minha tia) nenhum menino. Das 5 primas 3 fazem aniversàrio no mesmo dia. Eu (1973), minha prima mais nova Bianca (1981) e minha irma mais nova Monique (1983). Eu jà achava o màximo ter uma priminha que fazia aniversàrio junto comigo, quando minha irma nasceu no dia em que eu fiz 10 anos, foi a glòria. Atè hoje somos muito ligadas, tanto que a Bi è madrinha do nosso segundo filho JP. Na verdade nòs 5 somos muito ligadas, por se tratar de familia pequena, mesmo morando em estados diferentes nos viamos seguidamente. Nossa avò, uma mulher maravilhosa, que infelizmente nao vive mais (sò em nossos coraçoes), cuidava para que a famìlia estivesse sempre junta e o mais unida possìvel. Nosso avo, ainda està là e vai longe, se Deus quiser (uma figura, jà casou umas 8 vezes, depois que ficou viuvo). E para completar as coincidencias na famìlia, as outras duas das cinco primas, Sabrina (prima) e Cibele (irma), nasceram no mesmo ano 1976, e nao para por ai. Meu filho mais velho Henrique nasceu no dia do aniversàrio da Cibele e o Joao Pedro 4h antes do aniversàrio da Sabrina, ou seja praticamente no dia, sò nao foi por uma questao de plantao da obstetra.
Bem um Feliz Aniversàrio, para nòs, mulheres de 2 de maio. Eu tenho orgulho de ser a primogenita (das primas) de uma familia 80% feminina, e principalmente muito unida. Adoro minhas companheiras de aniversàrio! Ah jà que as duas estudam italiano, entao:


Bi e Nique!
"tanti auguri a noi, per nostro compleanno"
Beijos, eu amo vcs!
Lenise.







domenica, aprile 30, 2006

Dia Internacional do Trabalho

Amanha, dia primeiro de maio, comemora-se o Dia Internacional do Trabalho, coloquei um mùsica do Legiao Urbana que tem tudo a ver com o trabalho e os trabalhadores. A letra mesmo com 10 anos, parece bem atual. Como cantava o Leo Jaime, ....Ô, ô, ô, ô, nada mudou!









Bom feriado a todos!

Música de Trabalho
Legião Urbana
Albùm Tempestade, 1996

Sem trabalho eu não sou nada
Não tenho dignidade
Não sinto o meu valor
Não tenho identidade
Mas o que eu tenho
É só um emprego
E um salário miserável
Eu tenho o meu ofício
Que me cansa de verdade
Tem gente que não tem nada
E outros que tem mais do que precisam
Tem gente que não quer saber de trabalhar
Mas quando chega o fim do dia
Eu só penso em descansar
E voltar p'rá casa pros teus braços
Quem sabe esquecer um pouco
De todo o meu cansaço
Nossa vida não é boa
E nem podemos reclamar
Sei que existe injustiça
Eu sei o que acontece
Tenho medo da polícia
Eu sei o que acontece
Se você não segue as ordens
Se você não obedece
E não suporta o sofrimento
Está destinado a miséria


Mas isso eu não aceito
Eu sei o que acontece
Mas isso eu não aceito
Eu sei o que acontece
E quando chega o fim do dia
Eu só penso em descansar
E voltar p'rá casa pros teus braços
Quem sabe esquecer um pouco
Do pouco que não temos
Quem sabe esquecer um pouco
De tudo que não sabemos

(Letra: Renato Russo
Música: Dado Villa-Lobos/Renato Russo/Marcelo Bonfá)

martedì, aprile 25, 2006

Festa Della Libertazione

Hoje 25 de abril, è feriado aqui na Itàlia. Festa da Libertaçao! Dia em que os italianos comemoram a libertaçao da Italia, do regime ditador e nazista de Mussolini e Hitler. Forças revolucionàrias republicanas, capturaram e executaram Mussolin (28/04/45), livrando a Italia do fascismo e pondo-a definitivamente ao lado dos "aliados" contra a Alemanha. Pena que foi tarde pois a guerra estava por terminar. Mesmo estando quase atè o final da gerra ao lado dos nazistas, a Itàlia, nao ficou com a mà fama que a Alemanha carrega atè hoje, porque?


Coloquei esta foto, pois estamos em um lugar interessante e que tem a ver com a segunda guerra. Este parque, que è muito bonito e fica na beira do mar, ao lado do porto de Palermo. Mas antes de ser transformado em parque (inaugurado em 2005), foi o local onde os Palermitanos jogavam os lixos e destroços pòs guerra, o mar chegou a recuar uns 300m por causa dos destroços. Por ser uma ilha, a Sicìlia, foi a porta de entrada da Italia para os aliados, imaginem como ficou essa regiao, que è portuària. O tempo passou e o hàbito continuou, alìas, jogar sujeira por aì è uma cultura comum aqui, as ruas sao um nojo, cheia de papeis, garrafas, cigarro, etc, um pecado. (Na postagem Pandorga! aqui no blog tem outras fotos, que mostram bem o parque).

Bem, o que quero dizer, è que a poucos anos atraz, este belo parque era um lixao, nem consigo imaginar como era. Espero que dure, pois nao tem 1 ano e jà tem muita coisa quebrada. Sei que, como nao vimos de perto uma guerra como esta, nao temos como imaginar a dimensao do estrago que ela causa, na cabeça e na cultura das pessoas. Porem outros paìses tb foram atingidos como a Italia foi ou mais, e pelos relatos que tenho de quem os conhece nao existe essa imundice que tem aqui. Nem no Brasil (que eu conheço), que nao è nunhum brilho, vi tanta sujeira.

Mas como a segunda-guerra è cheia de històrias e mistèrios, vou parar por aqui antes que esse post vire um livro rs. Boa Festa aos italianos, que adoram um feriado! E olha que eu pensei que o Brasil fosse o paìs "campeao" dos feriadoes, mas estou mudando de ideia! Na Pascoa o Henrique nao teve aula por 10 dias de 8 a 18 de abril. Ontem 24 tb nao teve aula, nem na universidade, pois hoje è feriado.

Bene, buona Festa Della Libertazione. Afinal o fim de uma gerra deve mesmo ser comemorada! Acho que em Portugal e em mais alguns paìses europeus tambèm è feriado hoje, ou por esses dias, mas nao tenho certeza.

Lenise.

sabato, aprile 22, 2006

Descobrimento do Brasil

Como diz a marchinha: "...quem foi que descobriu o Brasil?, foi seu Cabral, foi seu Cabral, no dia 22 de abril, 2 meses depois do carnaval....." rsrs

Ao errar o caminho para as Indias, em 22 de abril de 1500 chegavam ao Brasil 13 caravelas portuguesas, lideradas por Pedro Álvares Cabral. A primeira vista, eles acreditavam tratar-se de um grande monte, e chamaram-no de Monte Pascoal. Apòs Cabral deu-lhe o nome de Ilha de Vera Cruz, pois nao sabia se a terra se trava de uma ilha ou continente. Após exploração realizada por outras expedições portuguesas, foi descoberto tratar-se realmente de um continente, e novamente o nome foi alterado. A nova terra passou a ser chamada de Terra de Santa Cruz. Somente depois da descoberta do pau-brasil, ocorrida no ano de 1511, nosso país passou a ser chamado pelo nome que conhecemos hoje: Brasil.

De 1500 a 1530, periodo chamado de Pau-brasil, Portugal se limitou a fazer o chamado escambo (cambio, troca, permuta), com os ìndios. Os ìndios extraiam a madeira e entregavam aos portugueses em troca de espelhinhos e outras bujigangas sem valor. A madeira, enviada a Portugal, era usada para fabricaçao de tinta vermelha e comercializada em toda a Europa. Foi somente a partir de 1530, com a expedição organizada por Martin Afonso de Souza, que a coroa portuguesa começou a interessar-se pela colonização da nova terra. Navegadores e piratas, holandeses, franceses e ingleses, estavam praticando a retirada ilegal de madeira de nossas matas (como se a extraçao portuguesa fosse "legal"...rs). A colonização seria uma das formas de ocupar e proteger o território. Para tanto, os portugueses começaram a fazer experiências com o plantio da cana-de-açúcar, visando um promissor comércio desta mercadoria na Europa.



Pelo meu texto, pode atè parecer que tenho alguma coisa contra Portugal, mas nao è verdade. Admiro os portugueses e tenho orgulho da lingua que eles nos ensinaram. E se Deus quiser, um dia irei conhecer a terra de nossos patricios. Ah tambèm è a segunda seleçao para qual vou torcer na Copa.

As fotos sao do meu cunhado Julian, que esteve em Porto Seguro no final de março deste ano. A primeira foto è uma rèplica em tamanho original da caravela de Pedro Alvares Cabral. A segunda è o local onde foi realizado a primeita missa,em terras brasileiras, no dia 26 de abril de 1500. A Cruz, antes de madeira, foi substituida por uma de concreto e està no local desde o dia realizaçao da missa.

Parabèns meu Brasil, pelos 506 anos do seu descobrimento!
Com orgulho em ser Brasileira, Lenise.


venerdì, aprile 21, 2006

Tiradentes


Joaquim Josè da Silva Xavier, o Tiradentes!

Considerado um grande lutador pela independência do nosso país. Nasceu na Fazenda do Pombal em 1746, onde fica hoje a cidade de Tiradentes, Minas Gerais. Ficou órfão aos 11 anos. Morou com seu tio (dentista) que lhe ensinou a arte que o deixou conhecido, dai vem o apelido de Tiradendes. A habilidade com que arrancava e colocava novos dentes feitos por ele mesmo, era uma arte. Sobre sua vida militar, sabe-se que pertenceu ao Regimento de Dragões de Minas Gerais. Tiaradentes foi lider da Inconfidencia Mineira. Revoluçao que luatava para livrar o Brasil-Colonia do dominio Portugues, que cobrava impostos absurdos, entre outras exploraçoes.

Suas ideias e ousadia lhe custaram a vida. Tiradentes foi enforcado(aos 46 anos) pela coroa Portuguesa. Fato ocorrido no dia 21 de abril de 1792, no Rio de Janeiro. Seu corpo foi esquartejado, sua cabeça foi erguida em um poste em Vila Rica (hoje a belìssima cidade de Ouro Preto, Minas Gerais) , arrasaram a casa em que morava e declararam infames os seus descendentes.

Dia 21 de abril è feriado nacional, uma homenagem a um homem que lutou por seus ideais, pelo seu paìs e nao se deixou corromper. O que nao foi o caso do coronel Joaquim Silvério dos Reis (xarà de Tiradentes), que se fingia amigo e companheiro, traiu-os, denunciando o movimento ao governador. Este sim deveria ter seus descendentes "infamados".

Uma pena que nao existam mais Tiradentes, Frei Caneca, entre outros. Que lutavam pela dignidade do povo, mesmo em època de repressao, sem o povo precisar escolhe-los. Hoje o povo elege o seu "Joaquim" , esperando que ele seja um "da Silva Xavier" mas a grande maioria è "Silverio dos reis".

Bom Feriado aos Brasileiros, que Deus nos proteja!

Aqui na Italia, dia normal!

mercoledì, aprile 19, 2006

Dia do Indio

Hoje è o Dia do Indio!

Com certeza hoje serà o dia que ìndios irao ao Palàcio, colocar um cocar na cabeça do presidente (como se ja nao tivesse indiada suficiente por là).
Os indios serao homenagiados em toda a Amèrica. Nas escolas, crianças pintarao as caras e irao colorir dezenhos. Os jornais mostrarao nùmeros, instituiçoes que ajudam os ìndios, ìndios que deixaram suas tribos, para viver no meio dos "brancos", etc... Tudo muito bonito, muito interessante mas muito superficial. Pois sò lembramos dos ìndios no dia 19 de abril (inclusive eu), salvo aqueles que realmente lutam pela causa dos nossos nativos.
Os Indios, para o governo, sao apenas um "museu" vivo, que deve ser conservado, para representar a historia do paìs (quando for conveniente. Continuam entao os coitados, sendo usados como moeda de troca. Um pouco menos explicita, mas nao menos desumana. Tambèm nao sou defensora da causa, e nem tao pouco quero devolver as terras aos indios. Sò estou refletindo um pouco sobre o real sentido deste dia. Dia de hipocrisia, em que todos fazemos a nossa parte (homenagens), para em tese, amenizar o sofrimento indigena, e lembrar o seu valor històrico............ serà?
Segue abaixo a letra da mùsica de Jorge Ben Jor . Ele compos a mùsica nos anos 70. A mùsica se chama "Curumim Chama Cunhatã Que Eu Vou Contar", mais conhecida como (Todo Dia Era Dia De Índio). Curumim e Cunhatã sao nomes de tribos indìgenas brasileiras.

Curumim Chama Cunhatã Que Eu Vou Contar (Todo Dia Era Dia De Índio)

Curumim chama cunhatã que eu vou contar;
Antes que os homens aqui pisassem;
Nas ricas e férteis terraes brazilis;
Que eram povoadas e amadas;
Amadas por milhões de índios;
Reais donos felizes;
Da terra do pau Brasil;
Pois todo dia e toda hora era dia de índio;
Mas agora eles só têm um dia;
Um dia dezenove de abril;
Amantes da pureza e da natureza;
Eles são de verdade incapazes;
De maltratarem as femeas;
Ou de poluir o rio, o céu e o marProtegendo o equilíbrio ecológico;
Da terra, fauna e flora pois na sua história;
O índio é o exemplo mais puro;
Mais perfeito mais belo;
Junto da harmonia da fraternidade;
E da alegria, da alegria de viver;
Da alegria de amar;
Mas no entanto agora;
O seu canto de guerra;
É um choro de uma raça inocente;
Que já foi muito contente;
Pois antigamente;
Todo dia era dia de índio.

Na foto representando os ìndios brasileiros, o carismàtico
Papa-Capim, personagem de Maurìcio de Sousa!

Pàscoa e Jogo do Palermo


Este feriado foi mesmo divertido. No sàbado, recebemos a visita da belìssima e simpaticìssima Andreia (na foto com o Henrique) . A Dèia è uma carioca que mora em Lecce a 4 anos, nos conhecemos pela internet. Foi um sàbado diferente, pois tinha jogo do Palermo contra a Roma, tinhamos combinado de ir toda a familia, mais a Dèia, que tb è torcedora do Palermo. Porèm o JP estava meio gripado e nao seria uma boa leva-lo ao estàdio. Entao, como seria praticamente a ùltima oportunidade de eu assistir um jogo aqui na Itàlia, resolvemos que o Andrei ficaria com o JP em casa. Fomos ao jogo eu o Henrique e a Dèia. Jà na ida, pegamos um onibus cheio de torcedores da Roma, fazendo a maior festa, mas na paz. Foi atè divertido! O jogo no primeiro tempo foi nervoso, pois a Roma fez 3 x 0. Mas no segundo o Palermo empatou e por pouco nao virou, deixando a partida muito emocionante e aliviando a minha fama de pè-frio!
No outro dia, Pàscoa, foi traquilo. O Henrique acordou às 7h da manha para procurar os ovos e ficou felicìssimo, com a generosidade do coelhinho, para com ele e toda a famìlia! O JP, nao da bola para chocolates (ele come, mas ainda nao sabe o que significa), entao ganhou um brinquedo e o ovo, que ele ganhou, tb virou brinquedo hehehe.
Foi realmente um òtimo feriado, aqui o feriado foi na segunda e nao na sexta. Na segunda è o dia em que os italianos comemoram a "Pasqueta", dia que termina a quaresma e eles podem voltar a comer carne. As famìlias se reunem neste dia para fazer uma almoço com muita carne e festa!

lunedì, aprile 10, 2006

Aniversàrio do Internacional


Semana passada, o Inter completou 97 anos.
Deixei para fazer esta homenagem depois da final do Camponato Gaucho, pois pensei que serìamos Pentacapeos (era o mais provàvel). Nao deu, fazer o que? Mas a homenagem nao poderia deixar de sair.

No dia 04 de abril de 1909, nascia o Sport Club Internacional. O clube foi fundado pelos irmaos paulistas, Henrique, Josè e Luiz Poppe. Os irmaos que chegaram a Porto Alegre-RS em 1908, para abrirem uma loja de roupas. Eles foram regeitados pelos cubes gaùchos (entre eles o nosso maior rival, Gremio) ao tentarem frequenta-los. Indignados, resolveram montar seu proprio clube. A polìtica democràtica do clube, que aceitava sòcios brasileiros e extrageiros, diferente dos outros clubes do RS, logo caiu na graça do povo que começou a apoia-los. Os jogadores eram basicamente estudantes e trabalhadores do comèrcio. Assim a cada jogo a torcida aumentava e o Internacional foi tornando-se grande!
O nome Internacional, foi escolhido por ter tudo a ver com o clube e com os irmaos. Os pais dos Poppes vieram de Milao, Italia, e torciam para a Internazionale; O clube aceitaria estrangeiros, entao era internacional; Os irmaos torciam, em Sao Paulo, para o hoje extinto Sport clube Internacional, e que havia sido campeao estadual (paulista) em 1907.
O hino oficial do clube "Celeiro de Asis" , foi criado por Nelson Silva em 1957, em um dia que, ele esqueceu um compromisso com a sua namorada para ver o Colorado jogar.
Tambèm o Saci (mascote do Inter), foi criado na decada de 50 por uma jornal que elegeu o clube como, clube do povo mostrando a figura de um negrinho o que, mais tarde virou o Saci. Nos anos 50 tambèm começou a ser construido o Beira Rio, estàdio do Inter.
O Gigante da Beira Rio, è um dos melhores e mairoes estàdios do Brasil, sua capacidade hoje è para 56mil pessoas. O Beira Rio foi inaugurado no dia 6 de abril de 1969 e o jogo inaugural foi contra o Benfica(portugal) com um placar de: Internacional 2 x 1 Benfica.

Sou catarinense e colorada de nascimento. Meu avo materno, o Sr. Taurino Enoch da Silva, que nasceu 1 ano depois do Inter, foi o mais fanàtico colorado que eu conheci, antes do meu marido è claro! O meu avo, quando o Inter perdia, jogava o ràdio longe. Nunca vi o Andrei fazer isso com o ràdio, mas jà o vi com vontade...hehehhe. A camisa do inter era a roupa do dia a dia de meu avo, mesmo em dias de frio ele usava uma por baixo! Meu pai se tornou colorado (era vascaino)para agradar o sogro, ele torce para os 2 times atè hoje, sendo o Inter o principal.
Sendo eu e o Andrei colorados por herança, pois o avo materno dele (o Sr. Eri zwetsch) tambèm era muito colorado, assim como toda a sua familia. Nossos filhos Henrique e Joao Pedro, jà nasceram e colorados. Nos orgulhamos de ser torcedores de um clube que nunca caiu para a segunda divisao! Mesmo nos momentos de crise, sempre nos mantivemos na elite do futebol nacional.
Desde 1913 que o time vem conquistando titulos, entre eles està o Tricampeonato Brasileiro invicto em 1979. E nosso Tetra nos foi roubado descaradamente em 2005 (fomos vice no brasileiro).
Infelizmente este ano, deixamos de ser Penta Campeos Gaùchos. Mas o verdadeiro objetivo do Inter em 2006 è conquistar a Libertadores da Amèrica e quem sabe de lambuja o Brasileirao!
Força Colorado!
Parabèns pelos seus 97 anos de gloria!
INTERNACIONAL, ORGULHO DO BRASIL!


"GIGANTE DA BEIRA RIO, Porto Alegre - RS, Brasil"

Obs.: Esqueci de mencionar que meu avo, era tao colorado que fundou, junto com outros amigos colorados, um time de futebol. O time que existe atè hoje, se chama Sport Clob Internacional da Urussanguinha. Urussanguinha è o bairro onde vivem meus pais, na cidade de Araranguà - SC. O Inter da Suranga, como è chamado, disputa campeonatos regionais e sua sede è um bar, que enche de colorados em dia de Jogos para assistir ao Inter de Porto Alegre.

giovedì, aprile 06, 2006

Desabafo!

Desde a noite do dia 01/04, em que soube da morte do pequeno Tommy, que nao consigo dormir direito. Tenho que pensar em outras coisas para que a imagem do menino saia da minha cabeça!
Nao queria escreve isso no blog, pois o fiz para contar alegrias. Hoje eu nao aguentei, meu coraçao de mae està triste e me pede um desabafo!
Nao vinha assistindo jornais, nem lendo, para ver se conseguia esquecer, ou nao lembrar! Pois a Italia chora, chocada com o ocorrido! Mas hoje foi visitar um site italiano de receitas e me deparei com uma homenagem ao menino!

http://spaces.msn.com/cucinadeliziosa/blog/cns!15F9AC6F4D333084!3446.entry

Me fui aos prantos, chorei muito, ao ver a foto do menino indefeso! O Joao Pedro, me olhava sem saber o que estava acontecendo, entao o peguei no colo e o abracei, chorando, ele me abraçou como que me consolando, ele paracia intender que eu estava triste! O menino tinha extamente a idade do JP, 18 meses..... isso me deixa ainda pior!
Penso na dor dos pais, que o procuraram por um mes inteiro, na esperança de te-lo denovo nos braços!
E' muito triste, a que ponto chega a crueldade humana, onde vamos parar!
Sò pesso a Deus que proteja meus filhos, acho que è isso que toda mae faz antes de dormir! Desejo que Deus ouça a prece de todas, e de alguma maneira conforte o coraçao desta pobre mae, que teve seu bebe assassinado!
Esteja com Deus Tommy!

mercoledì, aprile 05, 2006

Feijoada, Samba, Chimarrao.....


Estavamos a tempo prometendo uma feijoada para alguns colegas do Andrei. No domingo cumprimos a promessa, o Andrei chamou 3 colegas da universidade para comer a tal feijoada. Nem eu nem o Andrei jà tinhamos feito feijoada na vida, entao entramos no maravilhoso mundo da internet (Google), para pegar a receita e ver como substituir as carnes brasileiras pelas as italianas. No sàbado, pela manha, saìmos para comprar as coisas, inclusive o feijao. Fomos ao mercado (nao supermercado, uma espècie de feira). Uma coisa muito engraçada que aconteceu, foi quando chegamos em uma das bancas para comprar cebolinha verde, o Andrei pegou o molho de cebolinha e deu para o vendedor embalar, como no molho a cebolinha estava com raiz e tudo, o vendedor pegou uma faca e perguntou se queriamos que ele cortasse, eu disse que sim. Ele cortou, jogou a parte verde fora e nos deu a raiz...hehehehehe.... na hora saiu um nnaaaaaaaaaaaooooo! hehehhe, mas o cara foi gente boa nos deu outro molho! Aqui eles usam a cebolinha (raiz) nao a parte verde como no Brasil, que confronto cultural rsrsrsrs!
Encontramos boas carnes substitutas, menos pè, orlelha de porco, etc...
Ainda no sàbado fizemos a sobremesa, uma Ambrosia (outra coisa que nunca tinhamos feito) hehe.
No domingo acordamos cedo, decoramos a casa com bandeiras do Brasil, RS e Inter, e esperamos os convidados chegarem com a panela! Enquanto esperavamos, o Andrei colocou umas mùsicas gaudèrias e tomamos um chimarrao, depois que eles chegaram entram na roda do mate! Depois de saturado o mate, com o feijao ainda no fogo, mamos a mùsica e a bebida. Fiz uma bela caipirinha, enquando ouviamos forrò e samba!
A feijoada ficou pronta e muito boa, acho que eles gostaram pois repetiram! Eles nao estao acostumados a comer feijao, muito menos com arroz, è sò massa, massa, massa ou pasta como eles chamam! Comemos assistindo ao jogo do Palermo, como sempre, os jogos sao uma boa desculpa para enchermos a pança!



No meio do preparo, nossa vizinha de porta, veio nos trazer um pouco de vinho caseiro, eu mostrei a feijoada no fogo para ela, ela fez uma cara estranha, e disse que eu tinha que fazer separado, as carnes do feijao, depois misturar o arroz no feijao. Que eu tinha que fazer a carne ao sugo (molho de tomate). Hehehe a italiana queria me ensinar a fazer feijoada, ta certo que eu nunca tinha feito, mas sei muito bem como è, acho que ela nao entendeu que era um prato tipico! Depois eu levei um pouco para ela provar, nao sei se ela comeu...rsrsrs Obs. ela è uma òtima vizinha!
Depois de muita comilança, servimos a ambrosia, que nao fez muito sucesso, pois ninguèm aguentava mais comer, ainda mais um doce melado e com muitos ovos (melhor assim, ou eles iriam nos processar, por atentado ao estomago.....hihihihi)!



Para completar, o casal que nao pode vir para o almoço, chegou e nos trouxe um prato de doces Sicilianos, que sao espetaculares! Mas nem foram tocados!
Eles troueram ovos de Pascoa para os guris. Eu dei o ovo do JP fechado, para ele brincar, quando vi ele havia aberto e ja estava comendo o chocolate! Eta gurizinho habilidoso, o do Henrique eu tive que abrir, pois ele nao teve paciencia...hehehe
No mais, foi um excelente domingo, em que comemos, bebemos e contamos um pouco do nosso Brasil, falando italianes! Bela confraternização!


.............. A cara do Joao Pedro diz tudo!

venerdì, marzo 31, 2006

Laranja Vermelha

Aqui na Sicìlia, existe uma espècie de laranja que tem uma coloraçao vermelha, sò na polpa a casca è igual a larenja comum. Estas laranjas crescem em regiao vulcanica, Etna. A lava deixa o solo muito fertil e a laranja sofre uma mutaçao adquirindo esta cor saguinolenta! Alèm de muito doce a laranja è rica em vitamina C, ela tem em mèdia 12% mais quea laranja comum. Aqui na Sicìlia eles a chamam de Arancia Rossa, Tarocco Moro Sanguinollo ou Tarocco Rosso (depende da quantidade de pigmentaçao avermelhada). Nòs sempre compramos o suco proto desta laranja, mas desta vez, compramos a laranja e fiz um suco natural. Como no saco vieram umas laranjas normais junto às outras, tive a ideia de bater uma foto, mostrando bem a diferença entre elas. Entao resolvi fazer uma postagem e assim compartilho com vcs um pouco desta curiosa e tìpica delìcia Siciliana. Ah o fotografo foi o Henrique.




Ps.: Pelo que estive pesquisando, a laranja vermelha è originaria da China e cresce no Mediterraneo, mais precisamente na Italia, Espanha e Turquia.

lunedì, marzo 27, 2006

Pandorga!


Neste domingo o dia amanheceu lindo! Resolvemos descer ao parque, antes do almoço, para brincar um pouco com os guris e sair de dentro do apartamento. Um pouco antes de sair fiacamos sabendo que o horàrio havia mudado (começou o horario de verao), aumentou uma hora. O parque estava cheio, pais e filhos, avòs e netos, casais de namorados, todos aproveitando o lindo domingo para estarem juntos. Como tinha muito vento, o que mais tinha era gente soltando Pipa (em Araranguà se diz Pandorga,em algumas regioes è conhecida como Papagaio e aqui na Itàlia se chama Acquilone). Nossa intençao nao era essa, pois levamos a bola para jogar, mas resolvemos entrar na brincadeira. O Henrique ficou facinado com as pipas, entao compramos uma para ele. O Andrei tentou, mas como nunca havia empinado uma pipa em sua vida, trocamos de posto, eu fui ajudar o Henrique e ele foi cuidar do Joao Pedro.

Quando eu era garota, brincava muito de empinar pipa, meu avo paterno nos ajudava a fazer as pipas e a empina-las, como ele nao teve netos homens, teve de ensinar essas coisas pras meninas mesmo hehehe. Nòs brincavamos e nos divertiamos muito no verao do Arroio do Silva. Mas eu nao imajinava que ainda sabia fazer uma pipa voar, e nao è que ainda sei! E foi muito fàcil pois tinha bastate vento, para meu espanto, sei empinar pipa muito bem (sem malìcias por favor) e na primeira tentativa a fiz voar. Tava cheio de marmanjo se enrolando nos fios, tentando fazer a pipa voar e nada. Ensinei o Henrique e ele aprendeu ràpidinho, logo estava fazendo a pipa dele voar. Me diverti muito, voltei a infancia, agora sei que meu avo (seu Lindomar) foi um bom professor de pipas, e eu pude ensinar para o meu filho heheheh. Pode parecer insignificante, mas è o tipo de integraçao entre pais e filhos que nao existe mais hoje, uma pena pois sao muito importantes....espero poder fazer mais destas com meus filhos!















O JP tambèm se divertiu basante e deu uma canseira no Andrei que teve de correr atraz dele por todo o parque....hehehehe
Foi um belo primeiro domingo de primavera!

giovedì, marzo 23, 2006

Etna Norte e Catania....!


Voltamos a subir a montanha do Etna, desta vez rumo ao lado norte. O caminho è muito mais agradavèl que o sul, pois como a lava desce mais pelo lado sul, o norte è mais arborizado.
A paisagem è muito parecida com bosques Canadenses (nao que eu os conheça rs), com àrvores altas e folhas coloridas. No caminho, antes de chegarmos na parte nevada, encontramos varias pessoas fazendo um "churrasco"(acho que "grelhado" fica melhor) debaixo das àrvores, parecia ser muito agradàvel, no verao deve encher de gente. Legal para fazer um piquenique. Um pouco mais acima, a neve se mistura com a paisagem, deixando-a ainda mais bonita. A medida em que iamos nos aproximando da estaçao de ski, o movimento foi aumentando. Se via muitos carros estacionados a beira da estrada. Fomos seguindo em frente, atè que chegou um ponto onde a rua apertou tanto, perto de bares e lojas, que resolmemos estacionar. No que estacionei e o Andrei desceu do carro, aconteceu um lance muito engraçado, duas filas de carros tentando passar, uma de frente para outra, os primeiros motoristas desceram para tentar entrar em um acordo e decidir qual fila teria que dar rè. Assim que eles se decidiram e que as filas foram desfeitas, resolvemos sair dali e procurar um outro lugar para estacionar, onde nao corressemos o risco de ficar trancados.

No final das contas, estacionamos em lugar bem legal, bem perto de umas rampas onde poderiamos brincar na neve. Ficamos por ali umas duas horas, aproveitamos bem, pricipalmente o Henrique, jà que nao fazemos a minima idèia de quando veremos neve novamente. O Joao Pedro tb aproveitou, andou de Bob Sled de um casal que gentilmente o sedeu para ele brincar, tambèm escorregou, rolou e fussou bastante na neve.



Jà eram mais de 15:30 quando saìmos da montanha. O meu navegador (Andrei) resolveu fazer um outro caminho, e descemos por uma estrada novinha, tanto que nao tinha placas, esta estrada tinha sido toda destruida pela lava na erupçao de 2002. Quando chegamos là emabixo, jà estaria na hora de voltar, mas como estavamos perto, resolvemos visitar Catania. Entramos na cidade sem mapa, o que dificultou um pouco nosso deslocamento, mas como meu navegador tem um excelente senso de direçao, chegamos ao centro da cidade. Paramos ali, para jantar (17h) e dar um passeadinha. Bem no centro, em uma espècie de calçadao, tem umas ruinas romanas. O que aparece em um fosso, è um pedacinho do que foi uma Arena Romana.

Esta arena ou anfeteatro, era pouco menor que o Coliseu de Roma, mas foi destruido por Reis e governates posteriores, a primeira obra que destruiu parte da arena foi para contruir uma Catedral da igraja Catòlica, que està là atè hoje.
Depois desta visao da antiguidade, atravessamos a rua e fomos jantar no MC'Donalds hehehehe
E' que tinhamos uns tikt's de desconto, de uma promoçao que o MC fez para as Olimpiadas de Inverno, como era o ùltimo dia da promoçao e o Henrique adora um MC, unimos o ùtil ao agradàvel.
Nao tao agradàvel foi a volta, pois ao tentarmos sair da cidade, um policial nos deu uma indicaçao errada, foram uns 30min atè que achàssemos a saìda. Depois de um viagem de volta estressante, com placas confusas, pistas em reforma e JP chorando, finalmente chegamos a Palermo. Eram 23h, estavamos exaustos, subimos os 9430943094039488774 degraus de escada e chegamos em casa. Mas ainda que cansados, estavamos felizes, por poder haver conhecido novos lugares e nos divertir em famìlia.
Aqui acabam as postagens sobre nossa aventura no Etna, que vamos levar para sempre, essas lembranças, bem guardadas no coraçao!

martedì, marzo 21, 2006

Taormina


Continuando.......ainda no domingo dia 05/03!

Chegamos à Taormina la pelas 11h da manha, a cidade è um amor!
Deixamos o carro em um estacionamento, pois nao podem circular carros na cidade, e fomos dar uma passeada.
Taormina è uma cidade que fica a pouco mais de 200 m acima do nivel do mar, tem quase 10.000 habitantes e fica em cima de um morro. E' muito bela, tanto vista de longe quanto de perto. A cidade è muito antiga, tem um estilo medieval, em 734 a.C os Gregos estiveram por là, depois, em 220 a.C foi a vez do Impèrio Romano tomar conta da cidade. Os Romanos tiraram os habitantes da cidade e colocaram familias romanas para povoa-la. A cidade è rica em història e jà foi a capital da Sicìlia durante o Impèrio Bizantino que durou atè o século V d.C. Depois disso, os Arabes tambèm colonizaram a cidade, entre outros.
A origem do nome da cidade tem varias versoes, a mais popular e antiga, è a de uma fàbula de Minotauto. O nome original Tauromenium, significa habitaçao do touro, que com o passar dos anos, se transformou em Taormina. Porèm, o mais interessante ou intrigante, è que o brasao da cidade carrega um Centauro...heheheh
O turismo è muito forte em Taormina.
A cidade tem um ar diferente, um ar de "alta classe"! Tudo muito limpo e caprichado, lugar de gente do dinheiro!
(Quando falo tudo limpo, è porque aqui em Palermo temos que caminhar olhando para o chao, para nao pisar no "coco" de cachorro, gato, pombo, etc... espalhados por toda a cidade. Pior è que parece ser padrao, pois atè agora, a ùnica das cidades que conheci aqui na Sicìlia, que nao è assim è Taormina).
Para se ter uma ideia do "status" da cidade, quando chegamos no centro, na praça principal, estava acontecendo um encontro de proprietàrios de carros Porsche! Babamos, com aquele monte de carros e pessoas bonitas.
Passeamos pelas ruas apertadas, como eu ja havia dito, nao da para circular de carro, os Porsche foram uma excessao por causa do evento. Mas nem teria graça passear de carro, pois a beleza està em caminhar olhando o cemercio, as casas, pessoas e paisagens.

Fomos atè as famosas ruinas de um teatro Grego, quer dizer, foi construido pelos gregos mas depois foi reformado pelos Romanos, que fizeram uma obra bem maior.
Muuuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiito lindo, as ruinas, a vista la de cima è impressionante, da para ver o mar, a cidade, o vulcao, a auto estrada, è realmente impressionate! Por foto nao da para ter uma ideia do que è o lugar, sò estando là para ver e sentir a beleza! Foi muito emocionate, poder estar "dentro" da historia. Acho que, qualquer um goste de història, e que nasceu em um paìs com pouco mais de 500 anos, ficaria tao entusiasmado quanto eu! Lindo demais!
Nesta postagem coloquei menos fotos, pois estava dificil escolher, e como nao da para por todas, escolhi duas que "combinam" com o que escrevi.
A primeira mostra a ruela com a fila de Porsche saindo da exposiçao. Na segunda o Henrique esta sentado numa das arquibancadas do Teatro Romano. Escolhi esta foto pois da para ver quase tudo, o palanque e a arquibancada que vai atè a outra ponta formando um U. Da para ver tambèm uma parte da cidade.
Depois de 2 horas, saimos de Taormina e fomos em direçao a parte norte do Etna.

martedì, marzo 14, 2006

Domenica........Nuova Giornata!

Domingo demanha..........................

..... o Joao Pedro, alèm de dormir tarde, resolveu acordar cedo. E bota cedo nisso, 6h da madruga e ele jà estava resmungando! Levantei para fazer a mamadeira, dei de cara com o sol nascendo e refletindo na àgua. A sacada do quarto do hotel, era de frente pro mar, bati umas 10 fotos, muito bonito, eu nunca tinha visto tal paisagem ao vivo! Fiz a mamadeira, os outros dois acordaram, nos arrumamops e fomos tomar cafè da manha no hotel. Depois pegamos as nossas coisas e fomos seguir viagem! Jà eram 9h.
Antes de sair da cidade, demos um giro para conhece-la de dia, pois haviamos chegado a noite.


Pegamos o carro e rodamos um pouco, procuravamos um museu arqueològico, com ruinas Romanas, que a atendente do hotel nos falou. Chegamos atè uma rotula, que parecia ser o "final da praia", tinha uma pracinha e resolvemos parar para ver. Na beira do mar, ao meu lado na foto, tem uma estàtua da Nike, a Deusa do vento, batemos foto , mas achei muito feia (a estatua) e nao quis po-la aqui rs. De onde estou pode se ver Taormina, uma cidade estilo medieval, fica em cima daquele morro ao fundo. Ve-se tb a volta que a orla de Naxus faz, mas o que me chamou mais a atençao, foram essas "pedras" no mar. Na verdade isso è lava, que um dia (sabe-se là quando) chegou atè o mar, aumentando o territòrio Siciliano!


Ainda no mesmo lugar, mas em direçao oposta, a foto em que o Andrei està (ele està de frente pro mar), mostra a praça, o carro que alugamos e, è claro, o Etna ao fundo! Saimos dali e fomos pela orla de Naxus, em direçao a Taormina. No caminho achamos o tal, museu arqueològico, mas como em Taormina pretendiamos visitar outras ruinas e para nao atrasar mais, resolvemos nao entrar. Esta ùltima foto, o Andrei bateu quando passamos novamente perto do hotel, è quase no mesmo lugar que ele bateu outra foto, à noite, e que està na postagem anterior. Esta mostra o Mar Mediterraneo, aos pès da bela montanha vulcanica!

lunedì, marzo 13, 2006

Pizza em Naxos!!!

Depois que saìmos de Refugio Sapienza (Etna), descemos atè o litoral e fomos a Naxos, praia onde tinhamos reservado o hotel!
Depois de umas 3 voltas pela cidade, procurando o tal hotel (confusao a numeraçao das ruas), finalmente chegamos, isso ja eram 19h. Deixamos as coisas no hotel e fomos dar uma volta, para conhecer a praia e jantar. A praia muito agradàvel, com bastante mivimento para a època, a orla toda calçada, com bares e lojas por toda a sua extençao. O ùnico problema è a areia, que sò de ver desanima, pois è muito grossa. Em compensaçao a àgua do mar è limpa e muito transparente!


Resolvemos entrar em uma Pizzaria para jantar, jà que ainda nao tinhamos ido a uma aqui na Itàlia. Nao estava lotada, mas tinha bastante gente. O cardàpio era bem variado, pedimos uma com presunto, funghi, tomates e rùcula, muito gostosa, o Henrique que nao gostou muito e, pra variar, fez um fiasquinho...hehehe Pedimos sò uma, nao era enorme, mas deu pro gasto!
Olha, estamos no "Paìs da Pizza" mas, a pizza brasileira è melhor, eu ja tinha notado isso nas de supermercado, mas queria constatar em uma Pizzaria, dito e feito, a massa e os ingredientes sao melhores, a nossa pizza è bem mais "recheada" , a massa è mais fininha e macia . As do mercado entao, nem se fala, ela tem o diametro de um prato, em cima eles passam, molho de tomate, colocam 4 palitos de queijo e 2 azeitonas, muito sem graça! Ah, outra coisa, rodìzio e pizza doce nao existem aqui, isso è invençao de brasileiro.


Mas nao deixou de ser uma "Pizzaria Italiana", entao tiramos algumas fotos para registrar o momento. O Joao Pedro fez a maior festa, em cada lugar que o botavamos , tinha uma coisa para ele mexer, atè que encontramos um lugar que nao tivesse nada perigoso ao alcance de suas ràpidas e àgeis maozinhas! Botei uma foto de cada, pois assim mostramos a familia e os tres cantos da pizzaria, o quarto canto era parede. Pra variar, todo mundo olhando pra foto, menos eu hehehe, mas nao foi por gosto, foi o Andrei que pegou de surpresa, e foi a que ficou melhorzinha, pois as que eu faço "pose" ficam pèssimas!


Bem , saimos da pizzaria e fomos direto para o hotel, estavamos exaustos. Eu estava louca por uma cama, pois dirigi das 8h às 19h, e no outro dia tinhamos que acordar cedo, para passear mais!Porèm, para o meu desespero, o Joao Pedro nao colaborou, como ele dormiu quase toda a viagem e nao tinha berço, ele pintou e bordou, estava facinado com o "quarto novo", queria mexer em tudo, isso com as luzes apagadas (o Henrique caiu na cama e dormiu). Demorou mais de 2h pra pegar no sono, fomos dormir quase 2h da madrugada, mas, fazer o que neh?!! faz parte da aventura, e se a gente nao viajar com eles junto, nao conhece nada... hehehehehe
Ah, a primeira foto e no caminho entre o hotel e a pizzaria, que fizemos caminhando, muito agradavel, pena que estava frio...... mas o mais interessante de tudo, è que passamos o dia nas montanhas, com neve, e fomos dormir na praia! Acho que isso sò è possìvel aqui na Sicìlia!

venerdì, marzo 10, 2006

Etna Sul

Saimos de Enna e seguimos para o Etna, em direçao ao lado sul do Vulcao.
Quando começamos a subir jà notamos que paisagem mudara.

Tudo muito bonito, diferente e intrigante. Pois as "rochas" que viamos ao longo do caminho, um dia foram lava, que destruiu e contruiu, a paisagem do lugar. Um pouco mais acima a neve começa a aparecer, se misturando com a lava petrificada e dixando a vista ainda mais bonita. O dia estava lindo e, apesar da neve na paisagem, a estrava estava limpa. Sendo assim nao precisamos usar correntes nos pneus. Usar correntes de neve nos pneus è um saco, pois alem de ter que descer do carro para coloca-las, nao pode andar muito ràpido!
Esta primeira foto, mostra bem a paisagem da estrada com o vulcao ao fundo.

Outra coisa interessante da paisagem, sao as casas abandonadas, algumas totalmente queimadas, pois a lava para, mas o fogo continua. Mas, mesmo com o perigo de erupçao ainda se ve casas habitadas.
Chegamos à estaçao de ski, à uma altitude de 1.900m. O lugar se chama Refugio Sapienza, è um lugar agradavel, com algumas lojinhas de souvenir, bares, estaçao de ski e um telefèrico. O telefèrico leva atè 2500m de altitude, e qdo nao tem neve da para contratar um guia e fazer uma trilha atè a cratera principal, que fica à 3.400m de altitude. Nossa intençao era fazer um passeio no telefèrico, mas nao deu, pois recem havia fechado, por causa do vento forte. O Etna tem varias crateras nesta segunda foto da para ver uma delas, a que estava mais proxima de nòs.


Para quem nao sabe, o Etna è o maior vulcao ativo da Europa. A ùltima erupçao (atividade vulcanica) foi em 2005, mas sem maiores estragos, a primeira foi em 1.500 a.c.! Em 1669 aconteceu uma das maiores erupçoes que se tem registro, a lava chegou a Catania no litoral, parando no mar, na ocasiao o fenomeno destruiu parte da cidade matando mais de 20.000 pessoas.
Em 2001 e 2002, duas diferentes erupçoes destruiram boa parte da estrada em que passamos (que foi resconstruida recentemente) e a estaçao de Ski onde estavamos. Da uma sensaçao estranha, um misto de curiosidade e medo.
Hoje as erupçoes nao matam mais ninguem, pois existem sistemas de controle que detectam os abalos sismicos que as antecipam. A lava tambèm nao escorre ràpido, cerca de 2m por hora. Mesmo assim eu nao queria estar por perto hehehehe. Eu nao, mas, tem louco pra tudo!

O Andrei achou na internet uma foto sensacional. Foi na erupçao de 2002, pessoas subiram atè o Refugio Sapienza para ver a lava descer. E è incrivel como os "curiosos" chegam perto dequele horror, so faltavam estar com espetinhos de churrasco assando na lava....hauhauhauhau... gente louca!
Nas fotos que estou com os guris e na foto q està o Andrei, aparecem uma casinhas, essas sao as lojinhas, todas novas, pois foram destruidas em 2002. Quanto tempo mais elas ficarao ali, sò Deus sabe!

giovedì, marzo 09, 2006

Enna

Resolvemos fazer um passeio de final de semana, alugamos um carro e fomos em direçao ao Etna (vulcao).


Saimos de Palermo às 8h da manha de sàbado, dia 04/03. O dia estava bonito e fomos "explorando" o caminho. Depois de quase 2h de viagem avistamos Enna, uma cidade antiga com mais de 2.000 anos de història. A " Provincia Regionali di Enna" fica em cima de um morro, à + ou - 900m acima do nivel do mar, è veramente bella! Resolvemos subir para conhecer!






A cidade è bonita, com contrucoes antigas e ruas apertadas. Foi uma confusao, entravamos em ruas sem saìdas, rodamos um monte atè achar o centro da cidade. Nesta foto do Andrei com os guris, da pra ver uma contruçao estilo castelo atraz, estamos no lado de um penhasco, a cidade è toda murada, muito legal! Na foto que eu estou com os guris, aperece uma igreja no fundo, entramos nela, è linda por dentro, uma das mais bonitas que eu ja entrei! Na outra foto, da pra ver a auto estrada que da acesso a cidade, demais! Ficamos + ou menos uma hora em Enna, depois seguimos nossa viagem. Esta nossa viagem foi tao boa que vou conta- la aos poucos, e por fotos dos lugares legais que conhecemos!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...